A Chinesa Xoomi apresentou seu mais novo smartphone gamer da linha Black Shark, o Black Shark 2. Com duas versões, o aparelho visa buscar alta performance para os jogadores, trazendo modelos com 8 GB e 12 GB de memória RAM.

As versões vêm com o processador Snapdragon 855, um dos mais potentes do mercado atualmente e que está na linha S10 da Samsung e GPU Adreno 640 para videos e gráficos. Além disso, os modelos do Black Shark 2 contam com 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno.

A câmera frontal traz 20 megapixels (f/2.0) e lentes de cinco elementos (para correção de distorção). Na parte traseira, um esquema de câmera dupla (12 megapixels, f/1.7 e 12MP, f/2.2) com zoom óptico de duas vezes.

Para ser “gamer”, claro, vem com LEDs, estética agressiva no design. O aparelho conta ainda com tela OLED de 6,4 polegadas tem resolução de 2340×1080 e bateria de 4.000 mAh, prometendo entregar boas horas de uso num hardware potente.

Xiaomi Black Shark 2: ficha técnica

  • Tela: 6,3″, AMOLED, Full-HD+ (1080 x 2340);
  • Processador: Snapdragon 855;
  • Memória: 6 GB, 8 GB ou 12 GB de RAM;
  • Armazenamento: 128 GB ou 256 GB;
  • Câmera traseira dupla: 48 MP (f/1.75) + 12 MP (f/2.2);
  • Câmera frontal: 20 MP (f/2.0);
  • Bateria: 4.000 mAh;
  • Sistema: Android 9 Pie (Black Shark OS).

A versão mais simples, com 8GB de RAM, chega com preço sugerido de 3.200 yuans (cerca de R$ 1.800). A versão top de linha, com 12 GB de RAM, chegará por 4.200 yuans (aproximadamente R$ 2.400).

O aparelho da Xiomi, por enquanto, está disponível somente na China, e não tem precisão de lançamento em outros mercados.