xbox-e3 (1)

A época mais esperada do ano pelos gamers finalmente chegou: começa neste domingo, 12, a E3 2016, maior feira de games do mundo. Sediada em Los Angeles e realizada desde 1995, a E3 é o palco onde as principais produtoras de jogos do mundo mostram seus novos títulos e, em ocasiões especiais, anunciam novos consoles. É onde também a imprensa e o varejo ficam sabendo das novidades que chegarão às lojas no final do ano. Para 2016, com a 21ª edição da festa, as expectativas estão altas, com rumores de novas versões do Xbox One e do PlayStation 4, realidade virtual, e claro, novos games. Neste texto, reunimos as principais expectativas por empresas, divididas pelas conferências de imprensa – o Link vai acompanhar cada uma delas nos próximos dias, e você é nosso convidado para saber das novidades com a gente.

Battlefield 1

EA

A dona de games como FIFA, Need for Speed e Battlefield mudou de dia (sua conferência costumava ser às segundas-feiras) e não estará presente fisicamente no Los Angeles Convention Center, onde a E3 é realizada, preferindo fazer eventos paralelos na cidade da Califórnia e em Londres. Não importa: a gigante deverá trazer à feira deste ano um time bem robusto de anúncios – alguns deles, como FIFA 17, Battlefield 1 (que vai se passar na Primeira Guerra!), Titanfall 2 e os outros games de esportes (Madden NFL, NHL e NBA Live) já são esperados.

Fica a curiosidade, por exemplo, para ver como FIFA 17 se comportará com um novo motor gráfico (Frostbite, já usado em Star Wars Battlefront). Além disso, é de se esperar que a empresa revele novos detalhes de Mass Effect Andromeda, novo game da série da Bioware, anunciado ano passado, e mostre mais jogos inspirados no universo de Star Wars – um deles está sendo feito pela Visceral, de Battlefield Hardline, enquanto outro está sendo cuidado por Jade Raymond, uma das criadoras de Assassin’s Creed, da Ubisoft. Outro game que pode marcar presença é Unravel 2, continuação do fofo jogo de plataforma lançado no início deste ano.

A conferência da E3 acontece às 17h deste domingo, 12.

dishonored_2_e3_2015_2Emily

Bethesda

Em 2016, a Bethesda realiza apenas sua segunda conferência da história na E3. No ano passado, a empresa surpreendeu, mostrando detalhes de Doom, Fallout 4, Dishonored 2 e revelando um incrível jogo para celulares, Fallout Shelter. Foi tanta coisa boa junta que fica até difícil esperar muito da empresa neste ano: os principais destaques ficam para uma possível remasterização de The Elder Scrolls V: Skyrim e rumores sobre uma nova versão do título de horror The Evil Within, além, claro, de Dishonored 2, que tem seu lançamento previsto para novembro. Outro jogo que pode dar as caras é Wolfenstein: depois de um excelente retorno em 2014, o clássico de tiro em primeira pessoa pode ter uma sequência interessante. Mais do que isso? Só torcer para a companhia soltar algum jogo novo.

A conferência da Bethesda na E3 será às 23h desse domingo.

gears-of-war-4-1400

Microsoft

Na segunda-feira, 13, é que as coisas pegam fogo, com as principais conferências da feira, com Microsoft e Sony. Ainda na hora do almoço, a Microsoft tem a missão de continuar anunciando novidades de alto nível, caso ainda queira se equiparar ao PlayStation 4 na atual guerra dos consoles. Em 2015, a empresa deu show com o anúncio de um novo Gears of War e a retrocompatibilidade, que permite que jogos antigos do Xbox 360 rodem no Xbox One. Para 2016, os principais rumores dão conta de que a casa do Windows pode lançar novas versões do Xbox One com performance melhorada para realidade virtual, ou ainda uma versão “slim” de seu atual videogame, tornando-o um pouco mais barato (o mercado brasileiro agradeceria, e muito!).

Mais certo é apostar em jogos: Gears of War 4 deve ser um dos grandes destaques da apresentação, bem como o novo Forza – que deve ser Forza Horizon 3, se nada sair do previsto. Outros títulos interessantes que podem brilhar são a divertida aventura de piratas da Rare, Sea of Thieves e os indies Cuphead e ReCore – este último, saído da mente do criador do clássico Mega Man. Outra novidade que pode dar o que falar é a chegada da assistente pessoal Cortana ao videogame. Agora, se for possível sonhar, ficam aqui dois pedidos para a Microsoft: um novo game de Battletoads, seminal game dos anos 1980 que há muito deveria ter retornado à vida, e uma reedição competente de Age of Empires.

A conferência da Microsoft será às 13h30 da segunda-feira.

ForHonor_og_1200x630

Ubisoft

É até estranho dizer isso, mas vamos lá: sem um novo game de Assassin’s Creed, a Ubisoft da E3 2016 é uma das maiores interrogações até agora da feira. O que pode ser uma coisa boa: depois de um ano muito forte, com direito a The Division, Assassin’s Creed: Syndicate e Rainbow Six Siege, a empresa pode ter espaço para mostrar novos títulos e ousar um pouco – coisa que tem sido um pouco rara no estúdio francês. Seria interessante para a empresa repetir o experimento que fez em 2014, quando lançou três jogos pequenos, mas extremamente cativantes: Valiant Hearts, Child of Light e Grow Home.

De certo, já sabemos que a empresa terá um Ghost Recon Wildlands, bem como continuações de South Park: The Stick of Truth e Watch Dogs – dessa vez, situado em São Francisco. Outra certeza é For Honor, que foi anunciado em 2015 e promete chamar a atenção com seu combate medieval. Além disso, há Eagle Flight, jogo de realidade virtual em que se é possível voar pelo céu de Paris como uma águia. É esquisito, mas pode funcionar. Além disso, há rumores que dão conta de um novo Far Cry, e o retorno de Splinter Cell.

A conferência da Ubisoft será às 17h da segunda-feira.

the-last-guardian-screen-06-ps4-eu-16jun15

Sony

Com os rumores de um novo PlayStation 4 turbinado para resolução Ultra HD e realidade virtual já afastados para 2017, a Sony pode se concentrar no que sabe fazer melhor: anunciar jogos próprios e de parceiros em sua conferência. No ano passado, a empresa deixou fãs nostálgicos de RPG com lágrimas nos olhos ao anunciar novidades com Final Fantasy e Shenmue. Em 2016, um game que deve dar as caras é The Last Guardian, há muito prometido pela empresa – desde 2009 os fãs esperam o novo game de Fumito Ueda, que criou ícones como Ico e Shadow of the Colossus. A franquia Gran Turismo faz sua estreia na nova geração de consoles com Gran Turismo Sport, enquanto a empresa deve trazer novidades de Horizon Zero Dawn – uma aventura cyber-dinossáurica que deve sair mesmo só em 2017. Outra certeza é que teremos muitas novidades sobre realidade virtual: o PlayStation VR, óculos exclusivo da empresa, chega ao mercado em outubro deste ano.

Mas o mais interessante da Sony é o que pode ser anunciado: que tal um novo God of War? Ou um jogo do Homem-Aranha? O novo projeto do ícone Hideo Kojima (de Metal Gear Solid e Silent Hill), depois de sua conturbada saída da Konami? Mais remasterizações e reedições? Depois do que se viu em 2015, o céu pode ser o limite para a Sony – ainda mais com uma base instalada de 40 milhões de PlayStation 4 rodando no mundo.

A conferência da Sony fecha a segunda-feira da E3, às 22h.

new-gameplay-shown-from-the-legend-of-zelda-wii-u_s2b1.1920

Nintendo

Há anos a mais tradicional das empresas de games não faz uma presença maciça na E3. Em 2016 não será diferente: mais uma vez, a Nintendo fará uma transmissão pela internet do que pretende lançar nos próximos meses. A empresa faz jogo de cena para não dar detalhes sobre o Nintendo NX, novo videogame que pretende lançar no início de 2017. Para não desagradar os fãs, a casa do encanador Mario traz a Los Angeles uma de suas principais franquias: The Legend of Zelda, cujo próximo jogo será lançado tanto para o Wii U quanto para o console vindouro.

É do sucesso Pokémon que vem os outros grandes anúncios já prometidos pela Big N em 2016: Pokémon Sun & Moon chega em novembro para o 3DS, e deve ter novidades em Los Angeles; enquanto o jogo de realidade aumentada Pokémon Go atiça a curiosidade de “treinadores” do mundo todo por sua promessa de batalhas em realidade aumentada. Mais do que isso, é difícil dizer.

A conferência da Nintendo acontece na terça-feira, às 13h.

Agências/AE/ Bruno Capelas

Comentários do Facebook