pokemon-go

Logo após o diretor Niantic ter perfil no Twitter hackeado por conta da demora do lançamento de Pokémon GO no país, os produtores emitiram um comunicado que explica e tenta acalmar os ânimos dos fanático pelos monstrinhos de bolso. Em nota, a produtora explica que limitou o acesso de aplicativos não oficiais à sua plataforma porque isso estava interferindo na manutenção do jogo e, com isso, atrasando o lançamento em outros lugares. Veja parte do comunicado.

“O grande número de usuários fez do lançamento de Pokémon Go pelo mundo um… desafio… interessante”, diz a Niantic. “E não terminamos ainda! Sim, Brasil, queremos levar o jogo a vocês (e muitos outros países onde ele ainda não está disponível).”

“Nós lemos suas postagens e emails e ouvimos a frustração dos companheiros em locais onde nós anda não o lançamos. Queremos que vocês saibam que estamos trabalhando feito loucos para manter o jogo funcionando enquanto o lançamos globalmente. Se você não tem nos visto tuitando muito, é porque estivemos com nossas mentes ocupadas trabalhando no game. Nós faremos nosso melhor para mantê-los informados sobre o que está acontecendo.”

A Niantic revelou ainda que vem recebendo posts e e-mails de pessoas frustradas pela demora na disponibilização de Pokémon GO, mas garante que isso será resolvido, mesmo sem dar prazo. “Queremos que vocês saibam que estamos trabalhando loucamente para manter o jogo rodando enquanto continuamos a lançá-lo globalmente.”

Agências/UOL

Comentários do Facebook