O governo brasileiro sugeriu que jogar online pode prejudicar a capacidade cerebral. Por meio de um tweet na página do Ministério de Direitos Humanos, o vídeo publicado explica que “um estudo recente avaliou jovens que jogaram pela internet durante um período de seis semanas” e, como resultado, diminuiu a massa cinzenta “na região responsável pelos impulsos e tomada de decisões”.

A publicação tem como intuito divulgar o “Desafio Detox Digital Brasil”, que propõe que as pessoas se desconectem de aparelhos digitais em 8 de dezembro. Assista:

Como fonte, o Ministério menciona o National Center for Biotechnology Information, que é uma biblioteca de pesquisas científicas. Entretanto, não há um direcionamento ao estudo citado.

Apesar disso, há um estudo conduzido pela Universidade de Montreal em parceria com o Douglas Institute de Quebec e publicado na revista científica Nature que aborda alguns dos argumentos utilizados pelo Ministério. Essencialmente, o artigo de 2018 explica que jogos de ação (Call of Duty e outros shooters são usados como exemplos) podem afetar a plasticidade da massa cinzenta do cérebro. Participantes de um teste foram submetidos a explorar mapas de FPS durante 90 horas. Como resultado, a pesquisa conclui que a massa cinzenta pode aumentar ou diminuir dependendo de como o jogador aborda o gameplay.

Agências/IGN