Sony fez um “grande esforço” para reduzir o barulho do PlayStation 5 em comparação com sistemas anteriores, afirmou o Simon Rutter, líder de negócios para a Europa da Sony Interactive Entertainment (SIE), em entrevista ao The Guardian.

A fala de Rutter ecoa uma reportagem antiga da Bloomberg que detalhou o alto custo de produção do console, e que atribuiu isso. em boa parte, na conta do sistema de resfriamento escolhido pela companhia.

Uma patente do kit de desenvolvimento do PlayStation 5 também reforçou o fato, apontando que o console de próxima geração usaria mais de uma ventoínha para o resfriamento dos componentes do dispositivo.

Uma menção ao sistema foi feita também por Mark Cerny, arquiteto de sistemas da Sony que fez uma apresentação sobre o console março. Durante sua fala, Cerny citou uma “solução de resfriamento de alta performance”.

O PlayStation 5 será lançado oficialmente ainda este ano, mas não tem uma data confirmada de chegada.

Comentários do Facebook