Com a polêmica da questão do banimento do jogador Chung “Blitzchung” Ng Wai durante o Hearthstone Grandmasters por sua declaração pública de apoio aos protestos de independência de Hong Kong, uma rodada de protestos está ocorrendo contra a Blizzard, dona do jogo Hearthstone, que puniu por seis mesmes (pena reduzida de um ano) o jogador.

Além disso, a companhia está enfrentando duras críticas na internet, o que forçou até mesmo o fechamento de sua comunidade online no Reddit.

Grupos pró-Hong Kong prometes manifestações durante a BlizzCon 2019, evento anual da companhia que serve para encontro da comunidade e anúncios da empresa de jogos e novidades.

Um grupo chamado Fight for the Future abriu um site e um canal Discord relacionado a formação de um protesto para o evento e contra a Blizzard. Além deste grupo, um subreddit conhecido como “ProtestBlizzcon” conta com pessões organizando manifestações durante o evento.

Resultado de imagem para Blitzchung
Blitzchung foi banido por seis meses pela Blizzard após defender a democracia em Hong Konh

Segundo Dayton Young, organizador dos protestos, o objetivo é de fazer com que os desenvolvedores apoiarem publicamente os direitos de seus jogadores, funcionários e fãs, e reverter qualquer punição para o jogador Blitzchung.

“O cerne da questão é que eles ainda estão censurando um homem e o punido por advocar sua própria liberdade política, e eles continuam a fazer isso”, explicou ao site Kotaku“Estão dizendo isso porque não querem irritar as pessoas, mas acho que as pessoas já estão irritadas com suas decisões.”

“Se o verdadeiro objetivo da Blizzard é garantir que todo jogador sempre se sinta seguro e bem-vindo ao competir em torneios e jogar seus games, então a Blizzard deveria deixar jogadores, fãs e empregados saberem que eles podem defender seus próprios direitos sem medo de represálias.”

A Blizcon vai acontecer no Anaheim Convention Center, entre 1º. e 3 de novembro, nos Estados Unidos.

A Blizzard ainda não se pronunciou sobre o evento.

Agências/TheEnemy/Kotaku