Foto: Steve Jennings/Getty Images

Cada vez mais o tema sobre inteligência artificial vai ganhando espaço nos mais diferentes campos da tecnologia, dividindo os que são otimistas com o desenvolvimento amplo, como Mark Zuckerberg, o CEO e fundador do Facebook, e os que têm uma visão mais pessimista caso a tecnologia não seja regulada, como o bilionário Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX. Inclusive, Musk já deu uma declaração dizendo que o CEO do Facebook tem um ‘entendimento limitado’ sobre IA.

Mas essa semana John Giannandrea, líder da área de pesquisa e desenvolvimento em IA do Google, se juntou ao time mais otimista em relação a esse tipo de tecnologia. Ele esteve presente num painel do TechCrunch Disrupt, evento voltado ao mercado de tecnologia em São Francisco, nos EUA e falou mais a respeito.

“Há uma grande expectativa injustificada em torno de inteligência artificial neste momento”, disse Giannandrea, de acordo com informações da agência de notícias Bloomberg. “Isso leva as pessoas a dizerem que ‘alguém vai produzir uma inteligência sobre-humana e depois teremos todas essas questões éticas’. Isso é injustificado e até irresponsável.”

O executivo ainda disse que o Google tem conhecimento de questões éticas e adota as mais diversas medidas para evitar qualquer desenvolvimento errado dessa tecnologia, e acha importante o desenvolvimento dessas máquinas, pois, para ele, os atuais computadores são como “uma criança de quatro anos”. Precisam evoluir…

“Definitivamente, não estou preocupado com o ‘apocalipse da IA'”, acrescentou Giannandrea. “Eu apenas me oponho à expectativa e às preocupações que algumas pessoas têm levantado.”

Agências/TheVerge

 


Comentar via Facebbok

comentários