Russian President Vladimir Putin listens to Greek President Prokopis Pavlopoulos during their meeting at the Novo-Ogaryovo residence outside Moscow, Russia, Friday, Jan. 15, 2016. (AP Photo/Ivan Sekretarev, pool)

A Inteligência artificial é uma realidade cada vez mais presente no cotidiano. O uso no campo da saúde e militar será cada vez maior e a nação que dominar a tecnologia nessas áreas junto com a inteligência artificial estará à frente na liderança global, segundo Vladimir Putin, presidente da Rússia. O líder do país disse estar bastante interessado e preocupado no desenvolvimento de inteligência artificial durante uma palestra feita no país asiático.

“A inteligência artificial é o futuro, não apenas para a Rússia, mas para toda a humanidade. Ela chega com oportunidades imensas, mas também com ameaças que são difíceis de prever. Quem se tornar o líder nessa área vai ditar as regras no mundo”, disse o presidente Vladimir Putin, segundo reportou a agência de notícias RT.

Os principais protagonistas no cenário militar que estão melhores preparados na área são China e Estados Unidos. O site The Verge, inclusive, publicou que a China pretende se tornar líder global em inteligência artificial até 2030.

“Se nos tornarmos líderes nessa área, nós iremos compartilhar nosso conhecimento com todo mundo, da mesma forma que nós fazemos com nossa tecnologia nuclear atualmente”, disse Vladimir Putin durante sua palestra.

Por conta do receio de uso abusivo de inteligência artificial para armas autônomas, Elon Musk e outros 116 líderes no setor enviaram uma petição à ONU para propor uma regulação no desenvolvimento de armas de inteligência artificial. O executivo da Tesla comentou no Twitter a fala do presidente russo: “China, Rússia, em breve todos os países com forte ciência da computação. Competição pela superioridade na IA provavelmente causará a Terceira Guerra Mundial em minha opinião”, disse.

Agências


Comentar via Facebbok

comentários