A ideia de que a Nintendo voltaria para a América Latina, em especial a Argentina, surpreendeu muitos brasileiros, especialmente porque poderia ser um sinal de que a Nintendo pudesse voltar ao Brasil num futuro breve. Mas, porém, não é bem assim. Acreditava-se que a Nintendo voltaria de forma oficial ao país vizinho, o que não ocorreu. O console e seus jogos serão comercializados por meio de uma empresa terceirizada. Em comunicado ao portal IGN Brasil, a Big N explicou que não se trata de uma volta oficial à Argentina. A responsabilidade por lá será da Juegos de Video Latinoamérica (JVLAT).

”Nintendo does not distribute its games and physical products directly in Argentina. We distribute in Latin America through Juegos de Video Latinoamérica (JVLAT). (A Nintendo não distribui seus jogos e produtos diretamente na Argentina. Eles são distribuídos na América Latina pela Juegos de Video Latinoamérica)”, diz a assessoria de comunicação.

O que acontece lá é exatamente igual aqui, com consoles e jogos sendo importados por empresas como NC Games. Porém, de acordo com o Diário Oficial da União, só jogos para Switch e 3Ds são importados, não o console.

O Switch custará 13.500 pesos argentinos, algo próximo de R$ 2.445.

Leia também: Com bom desempenho financeiro, Nintendo já produziu 4,7 milhões de Switchs

Agências/IGN(GustavoPetró)

 


Comentar via Facebbok

comentários