Seguindo o modelo utilizado no Mundial de League of Legends de 2016, a Riot Games anunciou que a venda do novo visual da campeã Karma aumentará a premiação final do Mid-Season Invitational.

Chamada Conqueror (ou Conquistadora, em português), a skin terá parte do lucro de sua venda revertido para o aumento da premiação do evento marcado para acontecer entre abril e maio no Brasil. A notícia foi revelada pela funcionária Katana (apelido), que faz parte da equipe de eSports da publisher.

Em uma publicação no fórum oficial do jogo, a Rioter explicou que o novo visual de Karma é o primeiro de uma nova leva de lançamentos inspirados no tema do esporte eletrônico pensados para o MSI. Katana revelou que muitas pessoas não entenderam que o visual Zed Campeonato era uma referência ao lado competitivo de League of Legends, e que por isso a equipe decidiu mudar um pouco a linha de criação, começando pelo novo lançamento.

“Usamos essa oportunidade para repensar o tema ‘Campeonato’ a fundo. Revisitamos o esquema de cores e o design de armaduras e alinhamos com o que vocês verão ano após ano durante o MSI”, explicou a Rioter. “Vocês também verão um tom mais sombrio no design e no novo nome – Conquistador(a), uma menção às batalhas e esforços regionais para que uma região saia campeã durante o MSI 2017”.

Katana também revelou o motivo da escolha de Karma para a skin inicial desta nova fase do tema. “Consideramos diversos fatores quando escolhemos candidatos para skins de eSports. Com o timing do nosso lançamento, escolhemos campeões considerando a taxa de aparição do maior torneio internacional mais recente”, disse.

A Riot Games ainda não informou quanto do valor de venda da skin será revertido para o prêmio, nem qual é o prêmio inicial. Entretanto, seguindo números de 2016, 25% do lucro da skin será revertido para um prêmio no valor de US$ 400 mil.

Enquanto isso, a skin Conqueror de Karma já está disponível nos servidores de teste e deve ser lançada mais perto do campeonato que se inicia em 28 de abril pelo preço de 975 RP.

O modelo de crowdfunding

Já utilizado por grandes desenvolvedoras como a Valve para o The International de DOTA 2, o modelo de crowdfunding baseado no lucro de venda de itens in-game foi adotado pela Riot Games de forma inédita no Mundial de 2016. Na ocasião, a skin Zed Campeonato teve parte de seu lucro revertido para o aumento da premiação inicial de US$ 2,13 milhões, que acabou por ser aumentada até US$ 5,07 milhões.

 

 

 

 

 

Agências


Comentar via Facebbok

comentários