san-8

A Samsung deve ser a próxima empresa a demonstrar sua “coragem”. Os novos rumores sobre o Galaxy S8 indicam que a companhia deve seguir os passos da Motorola e da Apple e eliminar o conector de fones de ouvido de 3,5 mm.

O site SamMobile, especializado em acompanhar os passos da empresa, conseguiu informações para afirmar que o S8 não terá a porta que já foi abandonada no Moto Z e no iPhone 7. A única entrada no aparelho será a USB-C, então o usuário terá três opções: usar um adaptador, adquirir fones compatíveis com o formato ou usar fones sem fio.

Isso também significa que não haverá a possibilidade de plugar o S8 no carregador e conectar um fone no aparelho ao mesmo tempo. A vantagem que a Samsung tem é que seus celulares ao menos oferecem a possibilidade de recarga sem fios, então o problema não seria tão grande assim.

Se confirmada essa decisão de design, será interessante ver como a Samsung vai justificar isso para seu público. Afinal de contas, a Apple até conseguiu convencer alguns usuários, mas ouviu reclamações de todos os lados por fazer a mesma coisa com o argumento de “ter coragem” para mudar e abandonar tecnologias ultrapassadas. Quando apresentou o Galaxy Note 7, a Samsung inclusive deu uma cutucada, lembrando que o aparelho tinha, sim, entrada para fones.

De qualquer forma, a inconveniência do fim da porta P2 trouxe alguns benefícios ao iPhone, e o mesmo poderá ser visto no Galaxy S8. É possível colocar uma bateria mais duradoura no corpo do aparelho e um sistema de áudio estéreo, aproveitando que a companhia coreana recentemente adquiriu a Harman por US$ 8 bilhões.

A publicação também revelou outras novidades sobre o S8, mais especificamente sobre a tela. Ao que tudo indica, a Samsung ainda não vai apostar em painéis 4K para seu celular, possivelmente por considerar o custo de produção proibitivo. A empresa deve manter a resolução 2K, o que parece uma decisão inteligente de design, já que telas pequenas como a de um celular têm pouco a ganhar com o 4K neste momento, e o consumo de bateria só iria aumentar sem um benefício claro.

Outras informações indicam que a empresa pode abandonar o botão Home, tão característico dos aparelhos Samsung, o que abre espaço para um aparelho com bordas ao redor do display muito finas ou praticamente inexistentes.

Agências/Via SamMobile


Comentar via Facebbok

comentários