SamsungGalaxyS6Edge630-reuters

A Samsung divulgou nesta quinta-feira, 29, que o lucro operacional do terceiro trimestre saltou 82%, para 7,4 trilhões de wons (cerca de US$ 6,5 bilhões). A receita subiu 8,9% ante o ano anterior, para 51,7 trilhões de wons.

A divisão de dispositivos móveis, responsável pelo smartphones e tablets da linha Galaxy, registrou seu primeiro crescimento anual em dois anos, graças às vendas do Galaxy Note 5 e de smartphones mais baratos. De acordo com a Samsung, a receita subiu 37% para 2,4 trilhões de won.

Na divulgação de resultados, os executivos da empresa afirmaram que pretendem manter os resultados do quarto trimestre no mesmo nível do terceiro. Porém, ela alertou que a atendência é de menor demanda de smartphones em nível global.

A divisão de processadores da empresa foi a mais lucrativa pelo quinto trimestre consecutivo, com uma receita recorde de 3,66 trilhões de won. O motivo é o aumento da demanda de outros grandes fabricantes de smartphones por chips fabricados pela companhia sul-coreana.

Os resultados aumentaram a expectativa de a Samsung recuperar receita, apesar de investidores estarem céticos sobre sua habilidade de voltar a apresentar resultados no mesmo nível de 2013. Apesar de grandes mudanças em sua linha de produtos, as vendas de smartphones da Samsung vão cair pela primeira vez em 2015, por conta de sua competição com a Apple.

Recompra de ações. A Samsung anunciou também que fará uma recompra de ações no valor de 11,3 trilhões de wons (equivalentes a US$ 9,9 bilhões) após divulgar a primeira alta anual de lucro trimestral em dois anos, graças a vendas elevadas de componentes eletrônicos.

A recompra é a maior já realizada pela Samsung. A companhia informou ainda que planeja dar aos acionistas entre 30 e 50% de seu fluxo de caixa livre nos próximos três anos, principalmente através de dividendos.

Agências/REUTERS


Comentar via Facebbok

comentários